Vamos recalcular nossa rota???

Autor: Maria Helena Simões de Carvalho



Como assim???

Esse mundão, acelerando vertiginosamente - encarando pelo lado construtivo - é uma oportunidade e tanto para um arrebatamento emocional no sentido de estimular nossa empolgação para fortalecer nossa agilidade, coragem (já que tudo perde o sentido rapidamente) e conquistar nossos propósitos.

Dentro desse turbilhão como não surtar?

As dicas já são intelectualmente conhecidas, mas.... estamos vivenciando na prática??? Sim a ideia aqui é partirmos para REALIZAR ao menos estes pontos:

- viver cada dia o mais kairós possível – de que jeito? Buscando identificar de forma prazerosa e plena as famosas questões: quem eu sou? O que me realiza? Onde quero ir nessa viagem chamada vida?

- vamos nos sentar e centrar? Tentar criar ao longo de cada dia um momento comigo mesmo: qual meu eixo? Meu ponto de referência precisa ser minha essência. E qual é ela? Essa conversa comigo mesmo obrigatoriamente deve ser diária para que não nos desconectemos de nós.

- e quais minhas fronteiras? Sim... quais as áreas de minha vida considero realmente importantes? (pessoal, familiar, amigos, profissional, cidadania...) Qual considero o centro ou ponto chave de cada área? O que devo fazer para mergulhar com carinho em cada uma delas? Como posso delimitar as bordas? Estes limites que poderão garantir o investimento em mim mesmo para que tenha sustância. Sem conteúdo não tenho como contribuir com os demais.



- vai atordoar, trepidar? Importante criar muita disponibilidade para tantas reflexões. Que práticas considero fundamentais para serenar e conquistar o que de fato quero???? Ou prefiro me perder no desvairado jeitão de viver?

- é um desafio compensador? Toda intensificação de nossa cognição é altamente benéfica porque permite um novo e amplo olhar para nós e para os que nos cercam. Nossa vida passa com uma rapidez extraordinária e quando conseguimos assumir o protagonismo poderemos imprimir excelência à nossa trajetória. Usufruir dos diferentes momentos e deixar um legado.

Aí está o que vai aguçar a veia empreendedora: o risco de experimentar para constatar!!!

53 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo