SÉRIE: TALENTOS EM PAUTA (3)

Maria Helena Simões de Carvalho

A Equipe de Talentos

Composta por seres talentosos, que ampliam permanentemente seus conhecimentos, tem a inteligência sempre em expansão, dedicados, eficazes, comprometidos com resultados. Integrada por elementos que serão avaliados com base em sua contribuição e na originalidade de suas propostas, sendo bem recompensados por isso. Focados em resultados abrangentes: desenvolvimento de pessoas, produtos e saúde financeira.

Quando todos integrantes de uma equipe têm bastante claros seus objetivos e metas, sabem seus respectivos papéis no time, entram em sintonia, estarão ampliando o poder de realização e as possibilidades tornam-se infinitas. Pode-se dizer que quatro pessoas em sinergia produzem com maior excelência do que oito. A solidariedade supera a competição e o time passa somar habilidades e diferenças em prol do bem comum.

Um verdadeiro time precisa ser construído. Parte geralmente da anomia (sem objetivo comum, nem liderança) para a autonomia (grupo coeso, corresponsável). É um trabalho árduo onde cada um deve perceber e ter consciência de sua parte.

Esse time construído estabelece um relacionamento verdadeiramente profissional: colocam os interesses dos clientes acima de qualquer dificuldade pessoal e ou material. Há um empenho mútuo – profissionais e empresa – para conquistar o que se propuseram. Nesta relação a empresa é o espaço que viabiliza o desenvolvimento profissional de seus colaboradores, complementando-se. Existe confiança entre as partes. Os feedbacks são objetivos e contínuos. A conquista de resultados cada vez mais consistentes efetiva-se porque os envolvidos têm convicção plena de seu papel profissional, comprometidos com a excelência da entrega.

E com as transformações aceleradas pelas quais estamos passando, o mundo galopando em altíssima velocidade, precisamos estar em constante aprendizado. Surgem vultuosos empreendimentos tão rapidamente quanto desaparecem, profissões tradicionais dão lugar a novas, maravilhas tecnológicas evaporam, frente a outras cada vez mais sensacionais. Para superar o “tsunami” destes novos tempos os profissionais necessitam ser turbinados no sentido de ter energia suficiente para permanecer centrados ante tantos “furacões” tecnológicos e novas demandas. Ficar para trás e naufragar é muito fácil. Não se pode perder o “bonde” da história.

Daqui para o futuro mais competências duráveis são indispensáveis: pensar estrategicamente, inovar, ter visão ampla, nível de consciência elevado, compreensão do mundo sistemicamente, e muitas outras. Trabalhar em equipe facilitará todo esse processo, tornando as atividades mais prazerosas, onde cada elemento vai agregar seu valor especial e todos conscientes de que estão contribuindo com melhorias concretas para a humanidade. O trabalho passa ser um canal para realizar cada profissional e o time como um todo.

53 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo