Ansiedade e Estresse, como lidar na prática?

Atualizado: 8 de jul.

Por: Maria Helena Simões de Carvalho

Nos últimos tempos, tanto aqui no trabalho da Integral DH como em rodas de amigos, as pessoas tem se queixado muito de ansiedade e estresse. Estudando o tema nos ocorreu trazer à reflexão vários aspectos correlatos e também organizar atividades que podem melhorar muito nossa saúde de forma mais prática e natural.

Embora andem de mãos dadas – ansiedade e estresse – são diferentes entre si. Da forma mais simples possível podemos caracterizar a ansiedade como um desejo de controlar o futuro, criando altas expectativas, gerando angústia e receio e provocando pensamentos recorrentes em relação àquilo que se quer alcançar. Outras áreas da vida podem passar para segundo plano. Torna-se uma bola de neve podendo atingir níveis extremos, prejudicando nossa saúde mental. São vários os tipos de transtornos de ansiedade.

Já o estresse é causado pelo enfrentamento de situações que necessitam de um excesso de energia, provocando esforço além de nossas possibilidades que ocasionam alterações químicas no nosso organismo, impactando nossa fisiologia. Tantas demandas atuais, muitas transformações desde tecnológicas quanto culturais, tudo de forma acelerada criam uma constante turbulência interna. Muitas e contínuas demandas provocam altas descargas de adrenalina, dificultando ao nosso organismo se recompor.


Agora vamos refletir sobre o que esses sentimentos e sensações podem causar em nosso organismo: segundo estudiosos disfunção do eixo HPA (hipotálamo, hipófise, adrenal). Todos nós temos em cima dos rins duas glândulas adrenais. Essa ansiedade e estresse cotidiano causam uma fadiga adrenal, desequilibrando a produção de cortisol que fica muito elevada.

A sensação de medo e o receio de “não dar conta” libera mais cortisol e adrenalina, agravada pela ansiedade. Acontece uma preocupação excessiva em várias áreas da vida e a dificuldade de controlar esses pensamentos. As ocorrências permanentes desse modo de vida geram mais e mais angústia. Os pensamentos podem passar a ser obsessivos e criam sempre uma dimensão muito maior da realidade. As ameaças imaginárias geram tensão muscular e produz sensação de cansaço e fadiga. Aumenta a irritabilidade (fica hipervigilante e qualquer fato toma proporções maiores causando comportamento defensivo). Uma inquietação, como se o ambiente fosse sempre hostil. Todo esse quadro afeta o sono, perturbando o descanso e a mente não desliga, imaginando cenários que podem até gerar sensações persecutórias.

O processo descrito acima gera um sofrimento desnecessário. É uma situação que se agrava a medida que o tempo vai passando e, se esse quadro não for revertido a tendência será gerar e atrair novos episódios. E o cortisol se mantem em níveis excessivos.


E como lidar com tudo isso?


Felizmente vários estudiosos têm nos indicado maneiras naturais para tratar. Porém devem ser seguidas religiosamente, sem interrupção até reverter ou minimizar esse quadro.


A meta é manter o cortisol num nível adequado. E o primeiro aspecto importantíssimo é o SONO REPARADOR.

Existem indicações que são imprescindíveis antecedendo o momento do sono. Outros itens indispensáveis são os exercícios físicos diários e alimentação inteligente.


Criamos então o exercício "CONQUISTANDO A SAÚDE INTEGRAL" com todas estas indicações e o controle durante os sete dias da semana, que deverá ser feito em 8 semanas.

Nosso REGISTRO DE DESEMPENHO (que já foi montado para 8 semanas) inicia sempre no domingo e vai até o sábado. Fundamental anotar diariamente as ações realizadas, pois isso irá contribuir para uma análise constante de como está nosso comportamento. Um prazo de 60 dias é ideal para realizar um balanço do próprio desempenho, podendo criar melhorias ao processo.

Ideal que estes hábitos possam estar incorporados já que podem funcionar como preventivo de outras doenças e, principalmente, porque fortalecem o sistema imunológico.


O registro e controle do exercício deverá ser feito na planilha que estamos disponibilizando gratuitamente aqui abaixo, para que você possa se avaliar durante períodos de 08 (oito) semanas.

Aguardamos comentários, sugestões, conquistas realizadas. Estamos juntos nesse desafio.

163 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo